Gae Aulenti

A arquiteta e designer de renome mundial Gae Aulenti (1927-2012) formou-se em arquitetura em Milão em 1954. Uma colaboração de dez anos com a histórica revista Casabella-Continuità (1955-1965) acabou sendo fundamental importância em seu desenvolvimento.

Suas primeiras construções (casa com estábulos em San Siro, casa em Brianza) e designs de móveis (cadeira de balanço Sgarsul, reinterpretação da poltrona Thonet de 1862) revelam um estilo neo-art nouveau e uma releitura crítica da arquitetura moderna, em voga no debate em Casabella nos anos 50 e 60.

Após importantes participações na Triennale di Milano em 1960 e 1963, ela firmou parcerias lucrativas com a Olivetti, Fiat, Max Mara e Knoll, projetando showrooms, escritórios e exposições na Itália e no exterior.

Além de seus projetos de design industrial (para Artemide, Poltronova e Fontana Arte, Martinelli Luce, entre outros), a longa carreira de Aulenti inclui arquitetura de interiores e uma série de grandes projetos de renovação, incluindo a Gare d'Orsay em Paris, transformada em museu (1986 ); Palazzo Grassi em Veneza (1986); o Museu Nacional de Arte Catalã de Barcelona (1995); a Scuderie Papali em Roma (2000); e o Museu de Arte Asiática de San Francisco (2003).

Também desenhou cenários para RAI, Teatro la Scala em Milão e Odéon-Comédie Française em Paris e trabalhou com Luca Ronconi na oficina de design de teatro em Prato (1976-1979).

Aulenti lecionou no IUAV em Veneza e no Politecnico di Milano. Os muitos prêmios que ela ganhou incluem uma Legião de Honra na França (1987) e o Praemium Imperiale no Japão (1991).